23 maio 2006

O Ministério do Aconselhamento

Aconselhamento está imbutido no ministério pastoral como delineado pelo apóstolo Paulo em Efésios 4!

Um dos ministérios mais necessários para a Igreja hoje como foi no passado é o ministério de aconselhamento. Aconselhamento está imbutido no ministério pastoral como delineado pelo apóstolo Paulo em Efésios capítulo 4: “Ele mesmo deu uns para... pastores...”: Pastores é um dos cinco dons ministeriais que Jesus deu aos homens para a edificação do corpo.

Não vou entrar nos méritos, na amplitude e no ensino desta questão do ministério pastoral nem dizer que o aconselhamento é somente tarefa dos pastores, mas vou afirmar que o verdadeiro conselheiro é aquele que é guiado pelo Espírito de Deus, conhece pessoalmente e intimamente o Maravilhoso Conselheiro e os seus conselhos são baseados somente na Palavra de Deus.

Hoje quando se menciona em aconselhamento logo relaciona-se a ele “o ministério de cura interior” como é chamado.

Jesus cura o espirito do homem na sua amplitude. Jesus cura o corpo humano completamente e Jesus também cura a alma do homem: sua vontade, seu intelecto e suas emoções e sentimentos.

Porém, tenha cuidado com estes conselheiros que ficam valorizando demais os seus traumas do passado e usam estes traumas para justificarem suas reações no presente. Conselheiros que usam frases como estas: “Você age assim porque seu pai tratou você assim no passado. Você está traumatizado porque no passado você sofreu este tipo de bloqueio, quem sabe até quando você estava no ventre de sua mãe. Você tem alguma coisa guardada no seu coração que ninguém sabe, você não sabe, eu não sei, precisamos descobrir... Etc. Etc. Etc.”

De fato quando nos convertemos a Jesus trazemos mágoas em nossas memórias e no nosso interior. Como também quando vimos a Ele existem pactos feitos com Satanás no passado que precisam ser conhecidos e quebrados. Contudo, aquele que vem a Jesus e crê e confia no Seu sacrifício na Cruz do Calvário recebe poder para perdoar, recebe poder para ser curado e recebe poder para quebrar todas as maldições e pactos de Satanás sobre a sua vida.

A Cruz de Jesus é o centro de toda a restauração do homem. O Sangue que Jesus verteu na Cruz tem poder para purificar, tem poder para perdoar, tem poder para apagar todas as marcas de pecado e destruir todos os pactos satânicos da sua vida.

O Calvário, a morte de Jesus satisfez o coração de Deus, o coração do Pai quanto aos nossos pecados. O Pai aceitou o Sacrificio de Jesus. Sua justiça foi satisfeita. A morte de Jesus, o Seu corpo ferido, o Seu sangue derramado, o Seu sofrimento, a Sua agonia, Seu grito de “Está consumado” satisfez o coração de Deus.

Deus aceitou e aceita o sacrifício de Jesus e por isto nos perdoa. É por isto, que todo o pedido que Jesus faz ao Pai em relação a nós, Ele atende. O Pai bradou por duas vezes e todo o universo escutou Sua voz. Todo o inferno escutou a voz de Deus quando Ele disse: “Este é Meu Filho, NEle está todo o meu prazer.” Aleluia.

A irmã Pickett pergunta em seu livro: “Se o Calvário, a morte de Jesus satisfez o coração de Deus quanto aos nossos pecados, por que o Calvário não seria suficiente para satisfazer nossas mentes?”

Assim é que quando você vem a Jesus com seus traumas, opresso pelo diabo, endemoniado, amargurado, traumatizado, emocionalmente ferido, você vem arrependido de seus pecados e clama a Ele o Seu perdão, Ele Jesus, o amado Jesus te salva, te cura, te liberta.

A obra de Jesus no Calvário é eficaz (não há nada mais a ser feito para que você seja salvo ou nada ha nada que o diabo venha exigir para que possa ser expulso da sua vida). O Sangue de Jesus é todo eficaz, é completamente suficiente. Quando clamamos o Nome de Jesus Satanás tem que fugir. Ele foge mesmo. Quando aplicamos o Sangue de Jesus o poder das trevas não pode atuar mais. Aleluia.

O sacrifício de Jesus no Calvário é substitutivo. Ele morreu em seu lugar. Jesus é o seu mediador, Ele está entre você e Deus. É reconciliador. Deus aceita a intercessão de Jesus em seu favor. Ele é Aquele e só Ele pode fazer as pazes entre você e Deus. O sacrifício de Jesus é vicário. Ele morreu em seu favor, no seu lugar. Jesus aceitou sobre si todo o juízo e a ira de Deus que seria contra você. O sacrifício de Jesus no Calvário é o bastante para redimir, remir, resgatar, alforriar, libertar e livrar você das penas do inferno e de Satanás.

Assim também o sacrifício de Jesus no Calvário é o bastante para te curar interiormente, para restaurar suas emoções e seus sentimentos, para restaurar seus relacionamentos com seus pais, com o marido, com a esposa, com os filhos, com seus parentes, com seus irmãos. O sacrifício de Jesus no Calvário é o bastante para te livrar dos fantasmas do seu passado, de ressentimentos, das suas mágoas, dos traumas da sua mente, da depressão que aprisiona, da angústia que parece que não vai embora.

O Sangue de Jesus tem poder para curar as tristezas do seu coração. O psicólogo pode entender o meu problema, mas só Jesus pode resolvê-lo. O psiquiatra pode ajudar a aliviar a minha depressão, mas só Jesus pode curá-la. O psiquiatra sabe muito bem diagnosticar nossas enfermidades da mente: neurose, psicopatia, esquisofrenia, etc.

Mas Jesus, Jesus levou sobre Si todas as nossas enfermidades. O castigo que nos traz a Paz estava sobre Ele e pelas Suas pisaduras somos sarados. Se você carrega mágoas, ressentimentos e amarguras eu te convido a chegar aos pés da Cruz de Jesus Cristo. Na Cruz você encontra o Sangue do Cordeiro Bendito, Santo e Imaculado de Deus. O sangue de Jesus tem poder para curar o seu coração ferido.

2 comentários:

Anônimo disse...

Paz E Graça amado Irmão

Sim. Jesus é o nosso supremo pastor, que nos apascenta em nosso corpo, alma e espírito.

Mas Ele deu sabedoria os médicos para nos prescrever determinados medicamentos e minimizar e até curar as feridas do nosso corpo.
Assim como Ele pode curar instantaneamente estas mesmas feridas. A Ele pertence o querer e o efetuar.
Assim também Ele deu sabedoria aos estudiosos das emoções humans, para ajudar as pessoas a entender e conhecer as suas emoções, e assim serem curadas nas dificuldades da alma, que hoje sabemos ser a causa de muitas enfermidades do corpo.(enfermidades psicossomáticas). Jesus pode curar instantaneamente essas enfermidades da alma também, assim Ele queira.
I Tess.5:23 Nos fala que devemos conservar irrepreensível corpo, alma e espírito.

benildo e neide disse...

prazer gostei muito do seu blog e dessa postagem sobre aconselhamento