29 setembro 2013

Quem recebe o nome de Lúcifer (Estrela da Alva) nas Escrituras?

Josimar Salum

Lúcifer para quase todo mundo é o diabo, satanás, a antiga serpente. Este que é conhecido como Lúcifer não tem parte com os filhos de Deus. É inimigo de Deus. E foi derrotado total e absolutamente na Cruz do Calvário. Jesus Cristo o despojou, destruiu e aniquilou todas as suas obras.

Jarbas Dantas

“E temos mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a Estrela da Alva apareça em vossos corações.” 2 Pedro 1:19 (Revista e Corrigida)

Jerônimo na Versão Latina Vulgata traduziu neste versículo a palavra “phósphoros” - "estrela da manhã" ou "estrela da alva, aquele que traz luz" - por “Lúcifer”. Do latim “lucem” - luz + “ferre”.

Em Isaías 14:12 a expressão hebraica para “Lúcifer” é “helel ben shahar - ó Lúcifer, filho da alva!

Sem entrar no mérito da discussão deste assunto quero apenas discorrer o texto de Isaías capítulo 14.

Nos versículos de 1 a 4 a Palavra do Senhor é destinada para Jáco ou à casa de Jacó.

“Porque o SENHOR se compadecerá de Jacó, e ainda escolherá a Israel e os porá na sua própria terra; e ajuntar-se-ão com eles os estrangeiros, e se achegarão à casa de Jacó. (v.1)

Afirmou-se no versículo 4 que no dia que o Senhor desse descanso a casa de Jacó um provérbio seria dito sobre a cidade Babilônia.

“Então proferirás este provérbio contra o rei de babilônia, e dirás: Como já cessou o opressor, como já cessou a cidade dourada! (v.4)

No v. 12 discorrendo ainda sobre Babilônia, o texto descreve para “a estrela da alva” o que a Septuaginta traduziu como Lúcifer.

Literalmente pode ser: “Como caíste deste o céu, ó estrela da alva...” que é a mesma expressão de 2 Pedro 1:19.

Mas foi traduzido assim, usando o termo transliterado do latim e não como uma tradução.

“Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações!

E tu dizias no teu coração (Lúcifer dizia): Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.

Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo.

E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo.

Os que te virem te contemplarão, considerar-te-ão, e dirão: É este o homem
que fazia estremecer a terra e que fazia tremer os reinos?"

No texto inteiro de Isaías 14 não se faz nenhuma menção à “antiga serpente, ao Dragão” como Apocalipse 12 denomina o “diabo.”

Jarbas Dantas
Jesus descreveu o diabo do seguinte modo:

“Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e NUNCA se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” João 8:44

Fazem alusão ao que comumente se diz do diabo, que era um anjo. 

Isto não procede, pois ele nunca foi anjo, nunca foi perfeito, porque claramente Jesus disse que desde o principio foi homicida e NUNCA se firmou na verdade.

Por favor, procure entender o que vou afirmar. 


Tirando todo o preconceito relacionado a esta expressão “estrela, filho da alva ou da manhã” – no hebraico é uma expressão - helel ben shahar - e no grego apenas uma palavra - “phosphoros” - que no latim foi traduzido por Jerônimo como “lúcifer”...

Em I Pedro 1:19 “Lúcifer - Estrela da Alva” é Jesus, sem dúvida.

“E temos mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e Lúcifer apareça em vossos corações." 2 Pedro 1:19 (Septuaginta)

Em todas as Escrituras o único ser que desejou ser como Deus, embora semelhante e segundo Sua imagem tenha sido criado, foi Adão.

“Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.” Gênesis 3:4-5

O texto de Isaías 14 claramente fala da Babilônia, personificada na estrela da alva, que como o primeiro homem e a primeira mulher - o macho e a fêmea - desejaram ser como Deus e foram precipitados no profundo do inferno.

Ezequiel 28 é um texto semelhante a Isaías 14 não porque se trata de aplicá-lo ao mesmo personagem que se insiste dizer que é, em ambos os capítulos, o diabo. 

É somente segundo a tradição estabelecida, que nós sentimos, quase que obrigados, a sustentar o insustentável.

Senão, vejamos:

“E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 

Filho do homem, dize ao príncipe de Tiro: 

Assim diz o Senhor DEUS: Porquanto o teu coração se elevou e disseste: Eu sou Deus, sobre a cadeira de Deus me assento no meio dos mares; e não passas de homem, e não és Deus, ainda que estimas o teu coração como se fora o coração de Deus...” (v.1-2)

Jarbas Dantas
O texto de Ezequiel 28 fala claramente de um homem.

Eis que tu és mais sábio que Daniel; e não há segredo algum que se possa esconder de ti.” (v. 3)

Quem foi mais sábio que Daniel? Quem é este homem mais sábio que Daniel?

Há menções, referências e aplicações bem claras para o rei Tiro. 

Mas o texto refere-se somente a Tiro?

“Pela tua sabedoria e pelo teu entendimento alcançaste para ti riquezas, e adquiriste ouro e prata nos teus tesouros.

Pela extensão da tua sabedoria no teu comércio aumentaste as tuas riquezas; e eleva-se o teu coração por causa das tuas riquezas;

Portanto, assim diz o Senhor DEUS: Porquanto estimas o teu coração, como se fora o coração de Deus,

Por isso eis que eu trarei sobre ti estrangeiros, os mais terríveis dentre as nações, os quais desembainharão as suas espadas contra a formosura da tua sabedoria, e mancharão o teu resplendor.

Eles te farão descer à cova e morrerás da morte dos traspassados no meio dos mares.

Acaso dirás ainda diante daquele que te matar: Eu sou Deus? mas tu és homem, e não Deus, na mão do que te traspassa.

Da morte dos incircuncisos morrerás, por mão de estrangeiros, porque eu o falei, diz o Senhor DEUS.

Mais claro todo o texto não pode ser. Até que o texto mais claramente ainda faz referência a outra pessoa que não pode ser Tiro, mas que não é definitivamente o diabo. 

O querubim não é um querubim – ser angelical, porque no texto está claro que é um homem, embora seja descrito como um querubim.

“Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:

Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: 

Assim diz o Senhor DEUS: Tu eras o selo da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura.

Estiveste no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônia, topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro; em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados.

Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas.

Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti.

Jarbas Dantas
Quem estava no Éden? Quem era perfeito? Adão: macho e fêmea ou Adão e sua mulher.

Não pode ser o diabo, porque Jesus claramente disse que era homicida deste o princípio. Ele nunca foi perfeito.

E nos textos seguintes, há uma menção de homens similares até que Adão sai de cena, embora seja com quem Tiro foi comparado, para ficar somente Tiro na descrição final. 

Mas diabo aqui, não se faz nenhuma referência a ele.

“Na multiplicação do teu comércio encheram o teu interior de violência, e pecaste; por isso te lancei, profanado, do monte de Deus, e te fiz perecer, ó querubim cobridor, do meio das pedras afogueadas.

Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti.

Pela multidão das tuas iniqüidades, pela injustiça do teu comércio profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu e te tornei em cinza sobre a terra, aos olhos de todos os que te vêem.

Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; em grande espanto te tornaste, e nunca mais subsistirá.” (versículos de Ezequiel 28)

É muito fácil encontrar a origem de todos os seres do universo. Difícil é ter que destruir um dogma milenar, que nada mais é que um mito.

Palavra final. Para sua conclusão, confira Isaías 45:7: "Eu formo a luz, e crio as trevas; Eu faço a paz, e crio o mal; Eu, o Senhor, faço todas estas coisas."

“Porque Nele (em Jesus Cristo) foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. 

Tudo foi criado por Ele e para Ele.

E Ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por Ele.

E Ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.” Colossenses 1:16-18

Nenhum comentário: