28 junho 2007

Caiu no Senado a reforma imigratória. E agora?

Caiu nas últimas horas da manhã de 28 de Junho o projeto de Lei de reforma imigratória do Senado. De nada adiantou os telefonemas do Líder da Maioria Senador Harry Reid e do Presidente Bush para os senadores republicanos contrários à reforma. Somente 46 senadores votaram a favor do projeto. 53 votarão contra a medida. O Senador Ted Kennedy, um dos autores do projeto, prometeu continuar com a luta pelos princípios do projeto. Mas, e agora?

Muitos são meus pensamentos sobre este assunto que divide a nação americana. Tenho discutido a reforma imigratória com muitas pessoas com diferentes pontos de vista. Mas agora minha mente procura por textos bíblicos que sejam relevantes neste momento, que refresquem meus pensamentos à despeito do fato de que o Senado, Autoridade nestas terras americanas, poderia ter providenciado um solução para trazer os “imigrantes ilegais” para a legalidade, mas não fez. E assim continuo a perguntar a mim mesmo: E agora?

Sei que o Senhor Deus, Criador de todos, continua a velar pelos imigrantes e claramente demanda: ”Não maltratarás ao estrangeiro nem o oprimirás...” (Êxodo 22:21)

O mesmo Senhor demanda de todos, de “legais e ilegais”, dos nascidos na terra e dos estrangeiros, dos cidadãos e não cidadãos: “Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus. Por isso quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação. (Romanos 13:1-2)

À luz destas últimas palavras muitos demandam: “Julgamento para todos os imigrantes ilegais. Eles não obedeceram as leis quando entraram e permaneceram aqui ilegalmente, então devem sofrer as consequências. Deporte-os todos.”

Outros, incluindo mais de 12 milhões de pessoas - mais de 12.000.000 de pessoas! - somente rogam por anestia. Anestia é o ato de uma autoridade (como Governo) pelo qual concede perdão a um grande grupo de indivíduos.

Permita-me ser mais claro. As mesmas autoridades que promulgam leis para proibírem imigrantes de entrarem no país são as mesmas autoridades que podem conceder anestia. As mesmas autoridades que escrevem leis imigratórias restritas são as mesmas autoridades que podem escrever leis de imigração mais receptivas e favoráveis.

Trago à memória os israelitas que imigraram para o Egito pelos meios que José providenciou. Jacó, seus filhos e servos imigraram para o Egito. Habitaram na região melhor daquelas terras porque o imigrante José era Governador do país.

Mas o tempo passou e as coisas tomaram outro rumo: “Morreu, pois, José, e todos os seus irmãos, e toda aquela geração. Depois os filhos de Israel frutificaram e aumentaram muito, multiplicaram-se e tornaram-se sobremaneira fortes, de modo que a terra se encheu deles. Entrementes se levantou sobre o Egito um novo rei, que não conhecera a José” (Êxodo 1:6-8)

E o novo rei com um decreto tornou todos os israelitas “ilegais” sem nenhum direito. Conhecemos o resto da história. Este é um exemplo do que uma autoridade pode fazer: mudar as leis como lhe apraz. Pode até escrever leis contrárias à Lei de Deus.

Também conhecemos o que Deus fez pelos israelitas no Egito: “Então disse o Senhor: Com efeito tenho visto a aflição do Meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheço os seus sofrimentos” (Êxodo 3:7)

Deus disse: “Tenho ouvido o seu clamor. Eu conheço os seus sofrimentos.”

Conheço alguém que rejeita este raciocínio: “Deus ouviu o clamor de Seu povo, Seu povo! não dos imigrantes indocumetnados da America, porque são todos ilegais, todos ímpios e todos rebeldes.” Quando alguém falha em ajudar seu semelhante em nome da lei só há uma coisa que este último pode fazer: Clamar pelo Senhor!

Sem a aprovação deste projeto de lei de reforma imigratória as coisas simplesmente continuam como antes. Milhões de pessoas continuam privados de coisas simples que muitos nativos sequer valorizam, como obter uma Carteira de Motorista, ser apto a mudar para um emprego melhor, conseguir um diploma de universidade ou simplesmente viajar livremente.

Sem a aprovação deste projeto de lei de reforma imigratória as coisas podem até piorar para milhões de famílias indocumentadas. Então o que fazer: É preciso clamar pelo Senhor!

Escrevi e falei muitas vezes nestas últimas semanas que se nós não buscássemos ao Senhor intensamente, se não nos arrependêssemos de nossas ações ímpias e nos convertêssemos totalmente ao Senhor; se não contássemos somente com o socorro do Alto esta lei não seria aprovada. Penso que agora talvez muitos entenderão que o que falei era da parte de Deus, um alerta vindo dos Céus.

O Senhor estabeleceu um princípio eterno que é muito relevante para esta nação que todos temos que considerar, à despeito de nossas opiniões sobre este assunto: “Mas, se deveras emendardes os vossos caminhos e as vossas obras; se deveras executardes a justiça entre um homem e o seu proximo; se não oprimirdes o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, nem derramardes sangue inocente neste lugar, nem andardes após outros deuses para vosso próprio mal, então eu vos farei habitar neste lugar, na terra que dei a vossos pais desde os tempos antigos e para sempre.” (Jeremias 7:5-7)

O Senhor diz: “O povo da terra tem usado de opressão, e andado roubando e fazendo violência ao pobre e ao necessitado, e tem oprimido injustamente ao estrangeiro. (Ezequiel 22:29).

Ouçamos, pois o Senhor dizer novamente: “Não perverterás o direito do estrangeiro nem do órfão.” (Deuteronômio 24:17)

Justiça está por ser feita nesta terra em favor da comunidade de imigrantes. Justiça, não julgamento como se isto fosse a única maneira de lidar com aquele que quebra leis humanas.

Existe uma Autoridade Superior que vela por aqueles que estão procurando por alguém que lhes ofereça misericórdia.

“De um só homem Ele fez toda a nação de homens que habitariam em toda a terra; e Ele determinou os tempos certos para eles e os lugares exatos onhe eles deveriam habitar.” (Atos 17:26).

Assim sendo, que os governantes na Terra escrevam suas leis de acordo com este decreto divino. Que os governantes na Terra façam provisão legal para os habitantes que migram neste mundo.

E que a América acorde e cumpra com seu destino, de continuar a ser uma terra para todos os peregrinos e um refúgio para os necessitados.

Josimar Salum é Diretor Executivo do BMNET – Brazilian Ministers Network e Greater Revival Ministries.

2 comentários:

Dr Daniel Paixao disse...

Rev. Josimar Salum:

Graça e Paz.



As suas considerações e insight sobre o tema “Caiu no Senado a reforma imigratória. E agora?” é muito pertinente à realidade de tanta gente não só brasileira que vive e convive com o dilema creado pela imigração. Você está no alvo certo. Tudo o que se pode fazer é buscar auxílio do alto. Continue exortando o povo e oferecendo ecorajamento para que o povo se lembre de Deus nesta hora.

Muito obrigado. Um abraço.



Dr Daniel Paixao, Director
Daniel.Paixao@FLBaptist.org

Language Church Development Department

Language Division

Florida Baptist Convention

1-800-226-8584 Ext. 3107

Eliel Pinheiro disse...

Olá amigão,

Valeu o escrito, ou seja, todos os seus escritos tem me ajudado. Com sua premissão gostaria de usar parte do que escreveu por onde passar na minha próxima viagem. Eu e a Elaíse e crianças estaremos na estrada apartir do dia 5 até o dia 26 de julho.

Companheiro, o Projeto Bílblia Presente + Que Perfeito está indo de vento em popa. A verdade é que na crise todos se tornam mais abertos para as coisas de Deus. Me ajude em oração pois temos ainda nesta primeira etapa milhares de Bíblias para colocar nas mãos do povo que Evita Deus e a Igreja. Estou crendo que muitos serão alcançados por intermédio deste projeto.

Mais uma vez, miuto obrigado pelo seu apoio e orações.

In His Service,

Eliel Pinheiro
Director - VidaBooks
600 SW 3rd Street - Ste 3500
Pompano Beach, FL 33060
Phone: (954) 783-7078
Fax: (954) 783-7089
Site: www.vidabooks.com
E-mail: eliel@vidabooks.com